19 de dez de 2011

Segurança em Condomínios mais eficaz

As vantagens apresentadas ao condômino quando na aquisição do bem (imóvel), o futuro morador cria um conceito. “Vou morar em um condomínio fechado, porque é mais seguro”. Será?

A Segurança em condomínios só será eficaz quando os responsáveis (gerente, sindico, zelador ou comissão), instituírem um projeto de segurança no condomínio, em parceria com um gestor de segurança. Este profissional com sua visão técnica, após elaborar um gerenciamento de risco em todas as dependências do local a ser protegido, e nesta analise de risco será avaliadas as vulnerabilidades do local, na prestação do serviço, na operação dos sistemas, no grau de risco da região e no funcionamento dos equipamentos de segurança.

Após esta analise será elaborado o Manual de Normas e Procedimentos. Somente com técnicas avançadas surtira efeito no compromisso de proteção da vida e do patrimônio. Não podemos esquecer que o processo funciona da seguinte forma: Tecnologia; Processos e Pessoas.

Tecnologia: são os equipamentos de segurança (câmeras de segurança, portões automáticos, eclusas, guarita blindada, central de monitoramento, sensores de alarmes, etc.).

Processos: são as Normas e Procedimentos (Manual), que regem a segurança do condomínio.

Pessoas: (funcionários) que iram atuar na segurança (Porteiros ou Vigilantes) têm que ser qualificados para o serviço, com treinamentos constantes, reciclagens periódicas, tem que estar motivados, bem remunerados e a carga de horas trabalhadas não podem ser superiores há oito horas diárias, com folgas semanais.

O responsável pelo condomínio pode optar por funcionários da área de segurança, próprio ou terceirizado. Vantagens funcionário próprio (orgânico); geralmente de melhor padrão, tem o salário melhor, prestam melhores serviços, por se sentirem parte do negocio, apresentam menor rotatividade, são mais familiarizados com as instalações que protegem, podem ser treinados para executar serviços mais complexos e tendem a ser mais leias ao condomínio.

Desvantagens: mão-de-obra de maior valor é necessário ter substitutos disponíveis no condomínio.

Vantagens funcionários terceirizados: o condomínio reduz seus problemas administrativos e de pessoal, reduz a carga sobre seu departamento de pessoal, e alivia as responsabilidades paralelas à folha de pagamento. Transfere para a contratada a responsabilidade de programar e supervisionar o pessoal da segurança. A contratada é capaz de substituir ou fornecer funcionários extras em curto espaço de tempo, quando necessário e assume os riscos da responsabilidade civil.

Desvantagem de funcionários terceirizados: objetivando a redução de seus custos, a contratada pode dar treinamento falho aos funcionários, neste caso o condomínio perde parte de seu controle sobre a qualificação dos funcionários, também pode utilizar empregados com baixos salários e, por conseguinte, de baixa qualidade profissional. Os terceirizados não apresentam lealdade com o condomínio, pode apresentar elevado índice de rotatividade o que inviabiliza qualquer programa de treinamento implantado pelo condomínio.

Agora que foi resolvida qual a opção entre funcionários próprios e terceirizados, e a maioria (cerca de 98%) escolhem terceirizar seus serviços de segurança. Existe mais uma questão importante na escolha: Vigilante ou Porteiro. O Condomínio tem um alto grau de risco, em muitos casos não são controlados como deveriam, por isso adota a terceirização. Cuidado com a escolha, não esqueçam que o foco tem que ser a “Segurança” e não a praticidade, economia, lucro e o conforto. Não deixe a segurança em ultimo lugar.

O vigilante tem sua atuação direcionada para a área de segurança. Com curso de formação profissional em academia, regulamentada e fiscalizada pela Policia Federal, com duração de quinze dias, com média de dez horas aula por dia. A cada dois anos, (em breve após ser sancionada a nova Lei será a cada um ano), este profissional é obrigado por Lei, retornar a academia para se reciclar. Esta reciclagem tem a duração de três dias em um total de trinta horas.

O porteiro, não tem a sua atuação direcionada para a área de segurança, e sim para o controle acesso. Seu curso de formação, geralmente é de dois dias, com seis horas de aula diária, e não há reciclagens, as academias não são fiscalizadas.

A avaliação antes de contratar uma empresa é primordial. Alguns cuidados que devem ser tomados antes de assinar o contrato: empresas legalizadas, que cumpram seus deveres nas arrecadações de impostos, os funcionários recebem seus direitos, estes são qualificados e treinados, verificar a escala de serviço apresentada pela empresa, para que o condomínio não tenha um profissional em serviço estressado, cansado, mal remunerado, que desta forma não trará beneficio para o condomínio.

Os gerentes ou responsáveis (gestores de contratos) pelos condomínios, não devem ficar atrelados só as promessas e aos valores apresentado pelas empresas prestadoras de serviços de portaria, vigilância ou em qualquer área terceirizada.

Nos condomínios em geral existem uma cultura enraizada, que funcionários da área de segurança são apenas para abrir e fechar o portão, e na emergência chamar o sindico. Nos dias atuais os condôminos têm que estar preparados para as mudanças, e auxiliar no que for possível, nunca pensar que isto ou aquilo não é problema seu. Afinal segurança um dever e responsabilidade de todos.
Fonte:http://www.artigos.etc.br

Um comentário:

Prof. Ulisses Nascimento,CES disse...

Amigos, boa noite.
Compartilhei no meu Facebook e estarei seguindo seu BLOG. Muito bom. Sou Consultor de Segurança e estarei sempre à disposição.
Ulisses 0xx11 3533 2568. São Paulo.
Acesse www.gnaconsultoria.blogspot.com