24 de set de 2010

Barulho de crianças é uma das principais reclamações em prédios

O barulho feito pelas crianças é um dos temas recorrentes em um condomínio na Vila Andrade, Zona Sul da capital paulista. O engenheiro mecânico Plínio Monteiro sofre com a bagunça feita pelos moradores mirins nas áreas comuns do prédio. De acordo com ele, todos os dias, principalmente durante os finais de semana, a criançada desce para brincar na área de lazer e começa a gritaria.
Conte o que está acontecendo no seu prédio: problemas, soluções criativas e casos inusitados. As melhores histórias você vai ver no SPTV 1ª Edição.
Plínio mora há seis anos no primeiro andar, perto do parquinho e da quadra. Ele, que trabalha em casa, não sabe mais o que fazer e até já pensou em colocar janelas anti-ruído. “É um direito brincar, não tiro esse direito. Mas eu acho que da mesma maneira que elas têm o direito de brincar, eu tenho o direito de colher a minha paz”, reclama.
Para tentar resolver o problema, o engenheiro mecânico reclamou bastante com as crianças, com os pais, com o síndico e até com administradora do condomínio e, graças ao síndico, a situação está sendo controlada. “Acho que é fundamental a gente integrar as partes”, comenta o síndico Júlio César Mota de Araújo.
Araújo adota, como primeira medida, a conversa. Se não adiantar, o condomínio envia até três advertências. Em casos extremos, os pais são multados em R$ 700. De acordo com o síndico, o maior problema do prédio é, de fato, o barulho. Contudo, há muita dificuldade para negociar com os pais das crianças, pois eles se sentem “ofendidos” com a reclamação.
Fonte: G1

Nenhum comentário: